Notícias

Mais um caso de injúria racial, desta vez contra um taxista da Grande BH, é investigado

Por Redação , 16/11/2019 às 08:11
atualizado em: 16/11/2019 às 08:15

Texto:

A Polícia Civil deve investigar a suspeita de mais um caso de injúria racial, desta vez contra um taxista, em Betim, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, registrado na noite de quinta-feira (14). Celso Serafim de Cássia Rezende, de 61 anos, foi autuado em flagrante, pagou fiança e foi liberado. 

O homem teria abordado Clodoaldo Aparecido Cunha, de 39 anos, no ponto de táxi, na avenida Amazonas. Celso, então, teria perguntado quanto custava a corrida para Esmeraldas, na Grande BH. O taxista informou que cobraria R$ 80, mas Celso teria dito que pagaria apenas R$ 60.

Leia também: Empresas e psicóloga envolvidos em denúncia de racismo em vaga de emprego podem ser indiciados na Grande BH
‘Achei que fosse fake news’, diz cuidadora que recebeu vaga que vetava negras e gordas 
Torcedores acusados de injúria racial são expulsos do quadro de sócios do Atlético

Conforme o Boletim de Ocorrência, neste momento começou uma discussão. Celso teria ameaçado Clodoaldo dizendo que ele não sabia com quem estava mexendo e que o taxista seria “um cara fácil de morrer”.

Quando os policiais chegaram ao local, Celso teria apontado para a vítima dizendo: “aquele pretinho ali”. O homem foi detido, autuado por injúria racial e liberado mediante fiança.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    "A família me procurou no início do mês, estava preocupada por ele estar sem advogado", explicou o advogado #itatiaia

    Acessar Link