Notícias

Com seis indicações, filme sul-coreano 'Parasita' será exibido em diversos cinemas do país

Por Agência Estado, 15/01/2020 às 18:00
atualizado em: 15/01/2020 às 19:00

Texto:

Foto: Divulgação
Divulgação

Parasita, o filme sul-coreano com seis indicações ao Oscar 2020, vai começar a ser exibido em mais salas de cinema brasileiras: eram 42, agora serão 76. Distribuído no Brasil pela Pandora Filmes e pela Alpha Filmes, o longa já foi visto por mais de 200 mil pessoas nos cinemas, segundo as distribuidoras.

Na trama, quatro membros de uma família estão desempregados e vivem com dificuldades, até que o filho mais velho arruma emprego como professor de uma garota rica e o contato dessas pessoas com a vida de luxo e glamour as leva a fazer o necessário para ascenderem socialmente. Parasita foi indicado a melhor filme, direção, roteiro original, filme internacional, montagem e direção de arte.

O filme dirigido por Bong Joon Ho estará em cartaz, a partir desta quinta-feira, 16, nas seguintes cidades:

Belo Horizonte

Belém

Brasília

Caraguatatuba (SP)

Curitiba

Fortaleza

Goiânia

Granja Viana (SP)

Itajubá (MG)

João Pessoa

Londrina (PR)

Maceió

Maringá (PR)

Niterói

Pelotas (RS)

Porto Alegre

Recife

Ribeirão Preto (SP)

Rio de Janeiro

Salvador

São Luís

São Paulo

Teresina

Vitória

 

FICHA TÉCNICA - PARASITA

Direção: Bong Joon Ho

Roteiro: Bong Joon Ho, Han Jin Won

Elenco: Song Kang Ho, Lee Sun Kyun, Cho Yeo Jeong, Choi Woo Shik Park So Dam, Lee Jung Eun, Chang Hyae Jin

Produzido por: CJ Entertainment

Produção: Barunson E&A

País: Coreia do Sul

Ano: 2019

Duração: 131 min.

Parasita é o sétimo longa do diretor Bong Joon Ho, depois de Cão que Ladra não Morde (2000), Memórias de um Assassino (2003), O Hospedeiro (2006), Mother - A Busca pela Verdade (2009), Expresso do Amanhã (2013) e Okja (2017).

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    'O projeto introduz dispositivos claros e objetivos, com penalidade para aqueles que prestarem informações falsas ou deixarem de executar as medidas compensatórias', defend...

    Acessar Link