Edilene Lopes

Coluna da Edilene Lopes

Veja todas as colunas

Aula online na TV Assembleia

04/06/2020 às 05:49

Está na Assembleia Legislativa minuta de projeto de resolução que prevê a retransmissão pela TV Assembleia de videoaulas para alunos da rede estadual de ensino que estão sendo veiculadas na Rede Minas, administrada pelo estado. O objetivo é atender estudantes que moram em localidades em que a Rede Minas não alcança, mas que tem sinal da TV Assembleia. A proposta foi apresentada à Mesa Diretora pela deputada Celise Laviola (MDB) e só pode ser formalizada na Casa pela própria Mesa Diretora, em forma de projeto de resolução, porque está relacionado ao uso de equipamentos do Legislativo.

A Itatiaia apurou que não há empecilho em fazer a retransmissão e que não deve haver impedimento político, mas está sendo realizado um estudo técnico da grade de programação, já que a TV Assembleia transmite ao vivo as reuniões especiais e de comissões na parte da manhã e as aulas na Rede Minas são de 7h30 às 12h30. Depois que a análise ficar pronta, a Casaa deve disponibilizar o quadro de horários para a Secretaria de Estado de Educação. 

O estado calcula que dos 1,7 milhão de estudantes da rede pública estadual, 700 mil não tenham acesso à Rede Minas. Atualmente, a TV alcança 186 municípios (Minas tem 853) para canal aberto. O estado enviou receptores para mais 85 prefeituras, que devem ser instalados em breve, ampliando o alcance para mais 120 mil alunos. A proposta é que, se houver retransmissão pela TV Assembleia, outras 70 cidades sejam alcançadas, contemplando mais 130 mil estudantes. O aluno que não tiver acesso à TV pode acessar as aulas pelo aplicativo Conexão Escola, e todo o material, incluindo as apostilas, pelo site Estude em Casa. Segundo a secretaria, os estudantes que não têm acesso à internet têm recebido o material impresso, em casa. 

Abertura de shoppings

Os shoppings centers agora poderão voltar às atividades em todas as ondas do programa Minas Consciente, até na verde, que é a de serviços essenciais. Embora os prédios dos centros de compras possam abrir, só estão autorizadas a funcionar as lojas que se encaixam dos setores da onda em que a cidade está.

A onda verde permite o funcionamento de serviços essenciais; a branca ,de baixo risco; a amarela, de médio risco; e a vermelha, de alto risco.

O setor de shoppings tem feito frequentes reivindicações pela reabertura, com lojistas alegando demissões e falências. A autorização de retorno às atividades só vale para municípios que aderirem ao Minas Consciente. Não é o caso de Belo Horizonte, por exemplo. Até o momento, 110 dos 853 municípios mineiros entraram no programa, o que, abrange 3 milhões dos mais de 20 milhões de mineiros, segundo o secretário adjunto de estado de Desenvolvimento Econômico, Fernando Passálio.

Com 33 municípios, a macrorregião Noroeste, que tinha sido autorizada a passar para a onda branca, terá que voltar para a onda verde, abrindo apenas os comércios essenciais, por causa do aumento do número de casos da doença, incompatível com a capacidade de leitos. 

Outra mudança importante é que salões de beleza, que estavam na onda vermelha, agora estão na amarela.

Mais que o previsto

O Sindicato dos Auditores Fiscais da Receita Estadual (Sindifisco-MG) soltou uma nota avaliando o relatório fiscal de maio do Governo de Minas afirmando que o estado arrecadou R$ 676 milhões a mais do que havia previsto o secretário de estado da Fazenda, Gustavo Barbosa, e conforme a entidade alertou que aconteceria. O Sindifisco-MG também afirmou que o valor arrecadado é suficiente para pagar o salário integral dos servidores e fazer o repasse aos Poderes. O estado ainda não se pronunciou sobre o assunto.

Protestos 

Há previsão de protesto neste domingo (8), em Belo Horizonte, contra o presidente Jair Bolsonaro, e em adesão ao protesto contra o racismo nos Estados Unidos, onde as manifestações, que estão no décimo dia, tem ganhado caráter cada vez mais pacífico, o que foi reivindicado, inclusive, pelo ex-presidente americano Barack Obama. Nesta quinta-feira começou o velório de George Floyd, morto asfixiado por um policial em Minneapolis. O corpo dele será levado a várias cidades dos Estados Unidos, e o velório só deve terminar a semana que vem. Os protestos aqui e lá levam a bandeira antifacista.

ABC da Política

Fascismo: ideologia ultranacionalista, autoritária, ditatorial e que faz prevalecer conceitos de nação e raça sobre valores individuais, fazendo uso de força extrema de repressão aos opositores.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Novas infecções pelo novo coronavírus ficaram em 15.299 no sábado. #itatiaia

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Confira o texto de Milton Naves, narrador da #Itatiaia

    Acessar Link