Notícias

Tite admite 'insônia' por Messi e não confirma o time que enfrenta Argentina

Por Agência Estado, 14/11/2019 às 16:38

Texto:

Foto: Lucas Figueiredo/CBF
Lucas Figueiredo/CBF

Depois de voltar a fechar um treino da seleção brasileira que visou o amistoso desta sexta-feira, às 14 horas (de Brasília), contra a Argentina, em Riad, na Arábia Saudita, o técnico Tite admitiu que o fato de ter de enfrentar o adversário com Lionel Messi em campo o fará perder o sono, assim como já ocorreu antes de outros duelos em que o astro do Barcelona encarou o Brasil. E com a equipe nacional vindo de uma sequência de quatro partidas sem vitórias, o treinador também se negou a confirmar a formação titular para o confronto diante do tradicional rival.

Ao comentar em entrevista coletiva nesta quinta-feira como será reencontrar Messi, que no início de julho atuou contra os brasileiros e foi derrotado por 2 a 0 junto com a Argentina, no Mineirão, em Belo Horizonte, pela semifinal da Copa América, o comandante reconheceu: "Continuo sem dormir direito para neutralizar um jogador com capacidade extraordinária".

E Tite aposta na força do coletivo da seleção brasileira para anular o atacante. "Ele é um jogador diferente, tem qualidades técnicas impressionantes. Mas a gente nunca neutraliza um jogador assim, diminuímos as virtudes. Mas o futebol é um esporte coletivo. Um coletivo forte vai potencializar um Coutinho, Firmino, Willian, assim como Otamendi, Aguero... Estamos tratando de Messi. Ele é um jogador diferenciado", afirmou, para em seguida lembrar de outros craques que o fizeram perder o sono durante outras fases de sua carreira de técnico.

"Quando eu estava no Corinthians, passava três dias para ver como ia marcar o Neymar (quando o atacante estava no Santos). Me criei no Caxias (clube gaúcho que dirigiu) contra o Ronaldinho Gaúcho (então jogador do Grêmio). O trabalho em equipe pode potencializar, depois o talento individual ajuda", completou Tite.

E o treinador sabe que uma vitória nesta sexta-feira, embora seja em um amistoso, tem um peso enorme para ele, pois, após a conquista do título da última Copa América, o Brasil acumulou um empate por 2 a 2 com a Colômbia, em Miami, e foi derrotado por 1 a 0 pelo Peru, em Los Angeles, em dois confrontos nos Estados Unidos. E em seguida a equipe nacional ampliou seu jejum com igualdades por 1 a 1, com Senegal e Nigéria, em amistosos realizados em Cingapura. "É um jogo especial na história do futebol internacional. O próprio nome diz, é superclássico, seleções com histórias. É um jogo muito forte, tem toda dimensão de espetáculo, mas é sim um campeonato à parte", destacou Tite.

MISTÉRIO - Neste primeiro treinamento do Brasil em Riad, depois de a equipe nacional ter trabalhado nos dias anteriores da semana em Abu Dabi, Tite optou por mais uma vez fechar a maior parte da atividade. Assim como ocorreu na quarta-feira, ele só abriu para o acesso da imprensa os primeiros 15 minutos do treino, quando os atletas realizaram o aquecimento.

Depois do treinamento, o comandante também optou por não confirmar a escalação da seleção, deixando claro que não quer fornecer nenhuma arma aos argentinos antes de enfrentá-los. "O time está escalado, mas não vou definir (revelar a equipe). Não adianta ficar enrolando para vocês (jornalistas). Vou trazer essa situação para o jogo", avisou.

Apesar do mistério feito por Tite, a única dúvida maior da seleção para o amistoso desta sexta, que ocorrerá no Estádio Universitário Rei Saud, é em relação ao substituto de Neymar, que não foi convocado por estar lesionado. Willian e Richarlison disputam pela vaga aberta pelo astro do Paris Saint-Germain. Uma provável formação do Brasil é a seguinte: Alisson; Danilo, Thiago Silva, Marquinhos e Alex Sandro; Casemiro, Arthur e Philippe Coutinho; Gabriel Jesus, Willian (Richarlison) e Roberto Firmino.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    'Eu estou levando minha revolta para um lado de injustiça, eu preciso de uma resposta. Eu guardei tudo no quarto do bebê. Essa dor parece que não vai passar', completa.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O caso foi revelado em primeira mão pela rádio Itatiaia e repercute nacionalmente.

    Acessar Link