Auto Truck CPM Interno

Notícias

Seis meses da tragédia em Brumadinho: a mulher que perdeu a vida ao tentar salvar a cadela

Por Redação , 22/07/2019 às 11:06
atualizado em: 23/07/2019 às 13:45

Texto:

Foto: Fernando Moreno/ Estadão Conteúdo
Fernando Moreno/ Estadão Conteúdo

Sexta-feira, 25 de janeiro. O relógio de um sítio, localizado na comunidade Córrego do Feijão, em Brumadinho, Região Metropolitana de Belo Horizonte, apontava para próximo ao meio-dia, quando a professora e ativista ambiental Sirlei Brito Ribeiro, de 48 anos, ouviu um forte barulho e alertou dois funcionários do local, que saíram correndo. 

Sirlei voltou para resgatar a cachorrinha Bianca, de nove anos, mas não havia tempo suficiente. Ela e a cadela foram soterradas pela lama de rejeitos, que deixou até o momento 248 mortes – 22 corpos ainda não foram localizados. 

Na semana em que completará seis meses da tragédia em Brumadinho, a Itatiaia trará histórias das vítimas, relato de quem sobreviveu e as vozes do Ministério Público e de políticos que analisam o rompimento da barragem.

Ouça aqui a matéria completa

Além de apaixonada por animais, Sirlei Brito era secretária de Desenvolvimento Social da Prefeitura de Brumadinho, profissão que a fez desenvolver um importante projeto de ajuda a crianças da Casa de Acolhimento. “Ela levava as crianças para comer pizza, comemorar o aniversário deles”, relembra a irmã Sirlene.

 

Um símbolo de reconhecimento veio do abraço apertado de uma criança que comemorou o aniversário pela primeira vez graças a Sirlei. “No enterro dela, ele me abraçou tanto, que a sensação era de que ele queria resgatar ela em mim. Ele não falou uma palavra. Apenas olhou no meu olho, com aquela expressão: cadê ela?”, conta. 

“Toda sexta-feira eu revivo aquilo. Eu tenho medo da sexta-feira. Eu rezo todos os dias, mas às sextas-feiras eu faço uma pressa especial para Deus ter misericórdia de nós. Essa dor nunca vai passar porque foi muito difícil de absorver e aceitar como foi, pela ganância, e não tem justiça nenhuma”, diz Sirlene sem conter as lágrimas. 

Nesta terça-feira (23), a série especial da Itatiaia que trata dos seis meses da tragédia em Brumadinho vai abordar como estão sendo feitas as indenizações. Recentemente, um acordo foi firmado entre a mineradora Vale e o Ministério Público para indenizações trabalhistas para os familiares das vítimas do rompimento da barragem.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    'Eu estou levando minha revolta para um lado de injustiça, eu preciso de uma resposta. Eu guardei tudo no quarto do bebê. Essa dor parece que não vai passar', completa.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O caso foi revelado em primeira mão pela rádio Itatiaia e repercute nacionalmente.

    Acessar Link