Notícias

Polícia Civil e Procon fiscalizam o Mercado Central para coibir reajustes abusivos nos preços

Por Redação, 01/06/2018 às 16:06
atualizado em: 01/06/2018 às 17:47

Texto:

A Polícia Civil e o Procon de Belo Horizonte fazem nesta sexta-feira uma operação de fiscalização para verificar supostos preços abusivos praticados no Mercado Central, no Centro da capital mineira. 

Com o estabelecimento já reabastecido de produtos, alguns itens, como ovos, folhas verdes, limão, mamão, abacaxi, queijos e carnes, tiveram os preços comparados com os praticados no comércio da cidade. 

Caso seja encontrado algum preço 20% acima dos realizados é considerado abusivo pelos fiscais. Neste caso, o comerciante será autuado e enquadrado na Lei de Economia Popular. A pena é de 1 a 2 anos de prisão.

O delegado Matheus Cobucci, Coordenador de Operações da Polícia Civil, explica que prática é crime pois comerciantes estariam aproveitamento de um momento de necessidade da população para lucrar.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    'Eu estou levando minha revolta para um lado de injustiça, eu preciso de uma resposta. Eu guardei tudo no quarto do bebê. Essa dor parece que não vai passar', completa.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O caso foi revelado em primeira mão pela rádio Itatiaia e repercute nacionalmente.

    Acessar Link