Notícias

Neymar supera clima hostil, marca golaço nos acréscimos e garante vitória do PSG

Por Agência Estado, 14/09/2019 às 16:13
atualizado em: 14/09/2019 às 16:17

Texto:

 

Para o bem e para o mal, Neymar foi o nome da vitória do Paris Saint-Germain por 1 a 0 sobre o Strasbourg, neste sábado, pelo Campeonato Francês. Em seu retorno ao time parisiense, o craque brasileiro foi vaiado e hostilizado pelas torcidas organizadas antes, durante e depois da partida, mas não se intimidou e marcou um golaço nos acréscimos que garantiu o triunfo de sua equipe.

Xingado a cada vez que pegava na bola, Neymar pareceu não ter sentido as críticas da torcida e nem a falta de ritmo de jogo. Sem sucesso nas negociações para o seu retorno ao Barcelona, ele atuou nos amistosos da seleção brasileira contra Colômbia e Peru na última semana, mas pelo PSG não entrava em campo desde o dia 11 de maio. Neste sábado, foi titular e jogou os 90 minutos.

As organizadas prepararam uma recepção bastante hostil a Neymar no Parque dos Príncipes. O pai do jogador também foi alvo dos protestos. As vaias foram mais intensas durante o primeiro tempo, etapa em que o PSG pouco fez. Praticamente todos os lances de perigos passavam pelos pés de Neymar.

Desse modo, o brasileiro mostrou que não se abalou com o ambiente desfavorável. Até mesmo faixas ofensivas com o nome de seu pai não o incomodaram. Pelo contrário, pareceu ter dado mais ânimo a ele. "Neymar Sr., venda seu filho na Vila Mimosa!", dizia em português uma faixa estendida no estádio em referência a uma zona de prostituição no Rio de Janeiro. Ela foi recolhida minutos depois.

Outra faixa exibida pelos torcedores dizia: "Seu nome na Torre Eiffel, seus milhões em conta, suas noitadas open bar: Bem-vindo ao inferno, Calimero (personagem de desenho animado conhecido por ser infeliz e reclamar muito)".

Depois de receber muitas vaias e xingamentos, Neymar foi premiado pela insistência e fez parte da torcida mudar seu comportamento ao brilhar no final da partida. O camisa 10, que tinha feito o goleiro fazer grande defesa e quase marcado um gol olímpico - a bola acertou a trave - enfim pôde comemorar. Ele recebeu cruzamento da esquerda e acertou um lindo voleio, de esquerda, para garantir o triunfo do time de Paris e causar sentimentos distintos nos torcedores, de modo que as organizadas continuaram vaiando, mas boa parte dos apoiadores aplaudiu.

Na comemoração do gol, Neymar colocou a bola dentro da camisa e fez o famoso gesto de gravidez. No último lance da partida, o brasileiro ainda balançou a rede outra vez, mas o lance foi invalidado com o auxílio do VAR (árbitro de vídeo) por impedimento de Di Maria.

O jogo também marcou a estreia de Icardi com a camisa do novo clube. O atacante italiano entrou aos 18 minutos do segundo tempo e teve atuação discreta. O dia era mesmo de Neymar.

O triunfo manteve o time de Paris na liderança do Campeonato Francês, com 12 pontos.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    'Eu estou levando minha revolta para um lado de injustiça, eu preciso de uma resposta. Eu guardei tudo no quarto do bebê. Essa dor parece que não vai passar', completa.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O caso foi revelado em primeira mão pela rádio Itatiaia e repercute nacionalmente.

    Acessar Link