Unimed - Hospital Betim - Internas

Notícias

Festival de arte para infâncias de BH tem teatro, dança e performance a preços populares

Por Redação , 12/04/2019 às 17:39
atualizado em: 12/04/2019 às 17:42

Texto:

Foto: Lina Sumizono
Lina Sumizono

Belo Horizonte recebe a partir deste domingo, até 21 de abril, a primeira edição do Festival Nacional de Arte para as Infâncias de Belo Horizonte (FeNAPI), que vai ocupar dez locais da capital mineira - teatros, praças e espaços alternativos. 

As apresentações são de 13 trabalhos nas áreas de teatro, dança e performance, de Pernambuco, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Pindamonhangaba, interior de Minas Gerais, Belo Horizonte e região metropolitana. Os ingressos para os espetáculos serão vendidos a preços populares de R$ 5 (inteira) e R$ 2,50 (meia-entrada), na bilheteria dos teatros. 

“O principal objetivo do Festival é afirmar a arte para as infâncias enquanto terreno de fruição, experiência estética e pesquisa, questionando hierarquias e o mercado de consumo”, explica uma das idealizadoras do festival, a pesquisadora de arte para as infâncias, Brenda Campos

Além dos espetáculos e performances, o festival prevê uma programação gratuita como a palestra com o jornalista e dramaturgo Dib Carneiro, oficinas, bate-papos, seminário e o painel crítico, que irá reunir textos de jornalistas convidados sobre a programação. “O objetivo das atividades formativas é quebrar com as barreiras que ainda existem entre as produções, os projetos de pesquisas e a atividade acadêmica dedicada às infâncias, estimulando a atividade reflexiva”, completa Keu Freire, idealizador e coordenador do festival. 

Programação completa

Quintal – 14 a 20 de abril. Mediação: Júlia Castro, Dário Marques, Cláudio Márcio e Uatatá brincadeiras
(Espaço aberto para brincadeiras, jogos e troca de ideias onde as várias infâncias se encontram. Traga seu lanche e junte-se a nós nessa manhã de convívio)
14 de abril às 19h: Praça da Liberdade
19 de abril às 11h: Praça da Liberdade
20 de abril às 14h no Parque Municipal Américo Renné Giannetti
 
2º Seminário Arte Infâncias - Corpos Expressivos
17 de abril às 09h: Auditório Álvaro Apocalypse - Escola de Belas Artes / UFMG
Idealização: Brenda Campos, Carla Gontijo, Keu Freire e Neide das Graças
Mediação: Profª. Dr. Neide das Graças (PPGAC UFOP)

Comunicações
"Corpo (In)verso - Coreografia de Cordel" - Ms. Carla Gontijo (PPG EBA UFMG)
"Criação autoral no teatro para as Infâncias" - Brenda Campos (PPGAC - UFOP) e Keu Freire (Idealizadores e Coordenadores do FeNAPI - BH)
"Pandalelê CP - UFMG, Rodapião e Serelepe EBA-UFMG: experiências artísticas dedicadas às crianças" - Prof. Dr.Eugênio Tadeu Pereira (UFMG)

Painel Crítico

Buscando contribuir para o pensamento no território do teatro infantil, as apresentações serão desdobradas em textos analíticos e reflexivos através do exercício da crítica.
Compõem o corpo crítico do FeNAPI - BH:

Anderson Feliciano: Dramaturgo e Performer. Mestrando em Dramaturgia (UNA-Buenos Aires)
Clóvis Domingos - artista, professor, pesquisador e crítico teatral no site Horizonte da Cena.
Diogo Horta - Mestre em Artes pela UFMG, programador cultural do Sesc Palladium e crítico do Horizonte da Cena.
Dib Carneiro Neto - Dramaturgo, jornalista e crítico especializado em teatro infantil.
Neide das Graças - Doutora em artes pela UFMG e professora da UFOP. Pesquisa as interfaces nos campos da literatura, teatro, imagem e educação.
Carol Braga - Jornalista responsável pelo Culturadoria - Curadoria de informação sobre artes e espetáculos.
Felipe Cordeiro - Artista de teatro, crítico, editor e pesquisador. Doutorando em Literaturas Modernas e Contemporâneas pela FALE/UFMG.
As escritas críticas/reflexivas serão divulgadas durante a realização do festival nas nossas redes sociais: facebook: facebook.com/fenapibh e Instagram: @fenapi.bh
*Os textos serão divulgados durante a realização do festival nas nossas redes sociais: facebook: facebook.com/fenapibh e Instagram: @fenapi.bh
 
Palestra

“Valorizando a Imaginação” - Dib Carneiro Neto
19 de abril às 20h: Sesc Palladium (Sala de Cinema)
Entrada gratuita. Retirada de senhas 30 minutos antes do início.
Nas peças para crianças e jovens, atuar no imaginário é mais eficiente do que o dedo em riste das lições de moral. Não é necessário invadir a imaginação da criança com as chamadas regras de conduta. Vale mais a pena, e é até mais honesto, tentar contar livremente uma história e deixar que a criança se identifique e a vivencie por si mesma. Teatro infantil não tem a obrigação de encerrar em si uma bela lição construtiva. Ele pode e deve querer “apenas” ser arte ou divertir.

Dib Carneiro Neto é um dos principais nomes do jornalismo cultural brasileiro contemporâneo. Atuante mercado da imprensa, já passou por veículos como Veja São Paulo e O Estado de S. Paulo. Dramaturgo premiado, é responsável pelo site Pecinha É a Vovozinha, portal de notícias sobre teatro infantil, do qual é fundador e editor-chefe.
 
Oficinas

“Jogos Teatrais com Objetos – Henrique Sitchin (Cia Truks)
Dia 15 de abril de 15h30 às 18h e 16 de abril de 08h às 11h - Teatro Universitário da UFMG (Sala Paula Lima)
 
Aqui o jogo é ressignificar objetos comuns, ou seja, brincar de fazer com que as coisas se transformem em outras. Ou seja, revisitar a infância, quando as coisas são transformadas poeticamente pelas crianças.
15 de abril: Profissionais, estudantes de teatro, interessados e curiosos (a partir de 16 anos)
16 de abril Crianças de 05 a 12 anos. (Os adultos que fizerem a oficina no dia anterior serão convidados a assistir)
Número de vagas: 20
Inscrições até dia 12 de abril pelo formulário disponibilizado nas redes sociais do festival ou pelo email: producao.fenapi@gmail.com
Henrique Sitchin é autor, ator e diretor teatral. Coordenador da Cia Truks - Teatro de Bonecos e Objetos, escreveu o livro “Teatro para crianças: problemáticas e solucio-lunáticas”.
 
 “CBTIJ,  ASSITEJ  e  ITYARN:  instituições  de  fomento  ao  teatro  para  crianças e  jovens”  - Conversa com Paulo Merisio (Trupe de Truões)
17 de abril, de 16h às 18h30, no Auditório Álvaro Apocalypse (Escola de Belas Artes / UFMG)
Público-alvo: artistas, pesquisadores,professores e interessados em geral.
Vagas: 30
Inscrições até dia 12 de abril pelo formulário disponibilizado nas redes sociais do festival ou pelo email: producao.fenapi@gmail.com
Paulo  Merisio é fundador e diretor  artístico  da  Trupe  de Truões e professor  do  curso  de  teatro da  UNIRIO  na modalidade  pedagogia  teatral. Atualmente  é  membro  da  diretoria executiva  do  CBTIJ e  da  ITYARN,  e  tem representado  o Brasil  em  diversos eventos da ASSITEJ  na última década.         
 
Apresentações
 
14 de abril
INTERMITENTES OU VAI E VEM (Teatro e Cidade - Belo Horizonte / MG)
17h na Praça da Liberdade
Como um balão que de repente estoura. PUM! Eles surgem. Uma família? Talvez, turistas? Uma liga de super-heróis? Palhaços? Manifestantes? Caminham, ora em grupo, ora sozinhos, descobrindo, desbravando, brincando com o que há ao seu redor. Tudo é muito novo, mas estranhamente familiar. Num ir e vir descontraído, eles chamam a atenção das pessoas, com ações aparentemente comuns, mas que vão se transformando até adquirirem uma dimensão absurda ou fantástica.
 
MEMÓRIAS DE UM QUINTAL (Insensata Cia de Teatro - Belo Horizonte/ MG)
18h na Praça da Liberdade
Em meio a músicas e brincadeiras populares, "Memórias de um Quintal" traz à cena o duelo entre uma criança e um pardal. Manguinha sonhava em acertar um pássaro com o seu bodoque, mas sua péssima pontaria fazia dele motivo de chacota. Determinado, depois de muito treinar, finalmente consegue acertar um pardal! Mas o que sentiu nesse momento não foi exatamente a alegria que sempre esperou. A dramaturgia é livremente inspirada na obra "O Matador", texto de Wander Piroli que se mistura com as memórias dos próprios atores, que narram e comentam seus apelidos e brincadeiras de infância.
 
15 de abril
DESENHO (Margô Assis e Eugênio Paccelli Horta - Belo Horizonte / MG)
14h30 no prédio de Teatro da UFMG (Sala Paula Lima)
“Desenho” é o encontro de uma bailarina com um artista plástico com o propósito de criarem juntos um espaço de ações. Através de materiais usuais como papel, barbante, fita crepe e tesoura, vão povoando o ambiente com imagens que por vezes permanecem, e em outras se transformam.
 
16 de abril
PROCURANDO FIRME (Coletivo Aberto - Ipatinga / MG)
14h30 no Grande Teatro do Sesc Palladium
Inspirado na obra homônima de Ruth Rocha, Procurando Firme explora a linguagem épico-dramática para o público infantil, parodiando e questionando os velhos valores do mundo das princesas. Com muita música e agilidade, introduz o pensamento feminista ao público infantil.
 
17 de abril
O FELIZARDO (Ovorini Carpintaria Cênica - Sete Lagoas / MG)
14h30 na Casa de Candongas
O Felizardo conta as aventuras de João, cuja felicidade maior é o desapego. Após sete anos de trabalhos, ele tem o desejo de reencontrar sua mãe. Depois de ganhar como recompensa uma barra de ouro, João se mete em diversas trocas.
 
18 de abril
YAGA - UMA HISTÓRIA PARA CRIANÇAS CORAJOSAS
(Severina Cia de Teatro - Pindamonhangaba / SP)
15h - Teatro Nossa Senhora das Dores
Neste espetáculo, inspirado no conto russo “Vasalisa, a sabida”, as fantasiosas lentes do olhar infantil junto às possibilidades lúdicas de um quintal conduzem suas personagens à uma aventura cheia de desafios, suspense e magia rumo à casa da bruxa Baba Yaga.
 
PEQUENICES (Consonante Cultura - Porto Alegre/ RS)
18h no Palácio das Artes - João Ceschiatti
É uma peça interativa de dança voltada para público infantil que nasce de uma intensa e potente convivência com as crianças. Nossos encontros, destinados à experimentação com dança, foram matéria e inspiração para este trabalho. O tema “viagem” é o mote que conduz a apresentação e, como um jogo, a proposta convida as crianças a literalmente “viajar nessa dança”, ou seja, os pequenos e pequenas tornam-se também protagonistas da peça. Em cena, participam até 15 crianças. Adultos e acompanhantes compõem a plateia e apreciam. De preferência, sem moderação.
 
19 de abril
INTERVENÇÃO COM CAIXAS DE TEATRO LAMBE-LAMBE
(Cia LuaPraRua - Teatro de Formas Animadas - Catas Altas / MG)
10h na Praça da Liberdade
A “Intervenção com caixas de Teatro Lambe – lambe” reúne três diferentes caixas: “Quintal”, “Como Água Pro Sertão” e “A Lavadeira”. Cada uma com sua encantadora história, convida o público a adentrar e se surpreender com o universo do teatro em miniatura.
 
MALASSOMBROS - CONTOS DO ALÉM SERTÃO (Teatro de Retalhos - Arcoverde / PE)
18h30 na praça Duque de Caxias – Santa Tereza
Dona Nina abre o terreiro de sua casa para receber todo mundo que gosta de ouvir histórias. Mas não qualquer história! As dela são de dar calafrio e arrepiar os cabelos! Mas não precisa fugir correndo, com a ajuda dos vizinhos Seu Biu e Zé das Cangas, nossa anfitriã pode acabar arrancando umas boas risadas.
 
20 de abril
ABENA (Cia Bando - Belo Horizonte / MG)
15h no Parque Municipal  Américo Renné Giannetti
Que Abena é uma das princesas mais belas de todo o mundo, não há quem discorde! Pretendentes de todas as partes esperavam ter sua mão em casamento. Diante de tanto cortejo o jeito foi fazer uma grande disputa! Mas o coração de Abena... Ah, o coração já estava preenchido de amor por alguém. Mas nessa disputa, quem será o vencedor?
 
JUVENAL, PITA E O VELOCÍPEDE (Pandorga Cia de Teatro - Rio de Janeiro / RJ)
17h00 no Teatro Espanca!
Juvenal relembra as histórias dos tempos de infância a bordo de um velocípede e na companhia da melhor amiga, a Pita. Enquanto espera a amiga chegar ao teatro, ele relembra diversas histórias dos tempos de criança: como ele recebeu o nome Juvenal, o dia em que ganhou o velocípede do tio, a paixão pelo personagem japonês Ultraman, como ele conheceu a Pita, entre outras.
 
21 de abril
PATUSCADA (Rafael Protzner - Belo Horizonte / MG)
15h no Cine Teatro Brasil Valourec (Teatro de Câmara)
Festa, balbúrdia, bagunça! Em um encontro festivo e divertido com o público, o ator improvisa cenas vestindo diferentes máscaras - personagens desenvolvidos a partir das máscaras do teatro balinês, o Topeng. As cenas são totalmente improvisadas e a cada apresentação tem-se um espetáculo diferente.
 
A FESTA DO PIJAMA (Grupo Oriundo de Teatro - Belo Horizonte / MG)
18h no Grande Teatro do Sesc Palladium
“A Festa do Pijama” é uma grande celebração ao mundo da criança, povoado por brincadeiras, disputas, histórias e estados emocionais todo próprios do universo infantil como a pirraça e o medo de assombração. Tudo revelado e vivenciado por atores em cena e com trilha sonora executada ao vivo.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    ⚽️ Marquinhos Gabriel diz que Cruzeiro será ofensivo: 'Não vamos esperar o Atlético': https://t.co/fdL0rKQn0X https://t.co/j9I0t4Lr2v

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    ⚽️ A Raposa precisa só de um empate para conquistar o título do Campeonato Mineiro.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    ⚽ Jogador se recupera de incômodo na coxa esquerda.

    Acessar Link