Unimed Ago-Set Maxi Internas CPM

Notícias

Em súmula, árbitro do clássico relata objetos arremessados em campo pela torcida do Atlético

Por Redação, 19/07/2019 às 16:18
atualizado em: 19/07/2019 às 17:06

Texto:

Foto: Bruno Cantini/Atlético
Bruno Cantini/Atlético

A súmula do clássico entre Atlético e Cruzeiro, na última quarta-feira (17), no Independência, pelo duelo de volta das quartas de final da Copa do Brasil, foi divulgada nesta sexta pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF). O árbitro da partida, Flávio Rodrigues de Souza, relatou que vários objetos foram atirados no campo pela torcida atleticana em três momentos distintos do jogo.

Ainda de acordo com o árbitro, nenhum torcedor foi identificado pelo clube alvinegro, o que pode gerar punição ao Atlético em um possível julgamento no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) caso a procuradoria do órgão faça uma denúncia. 

“Aos 13, 21 e 43 minutos do segundo tempo, foram atirados vários objetos em campo, todos recolhidos pela arbitragem, como copos plásticos com líquidos não identificados, isqueiros, canetas e escovas de dentes. Todos foram atirados pela torcida do Atlético MG e os responsáveis não foram identificados”, escreveu Flávio Rodrigues de Souza.

Pela atitude dos torcedores, o Atlético pode ser julgado no inciso III do artigo 213 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD) que fala em “deixar de tomar providências capazes de prevenir e reprimir lançamento de objetos no campo ou local da disputa do evento desportivo”.

A punição prevê multa de R$ 10 mil a R$ 200 mil e perda de 1 a 10 mandos de campo na competição em questão (como o clube já foi eliminado da Copa do Brasil, a pena teria que ser cumprida no outro torneio da CBF, no caso o Campeonato Brasileiro).

Expulsões

O árbitro Flávio Rodrigues de Souza ainda explicou as expulsões dos atacantes David, do Cruzeiro, e Alerrandro, do Atlético. Os dois tiveram um entrevero, aos 20 minutos do segundo tempo, logo após o gol do time celeste marcado por Pedro Rocha que foi anulado posteriormente pelo VAR.

De acordo com a súmula, Alerrandro levou o cartão vermelho por “empurrar com a cabeça o rosto de seu adversário com a bola fora de jogo”. Já David foi excluído do jogo pela reação: “empurrar o rosto de Alerrandro com o uso das mãos”.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Bolsonaro provoca presidente da OAB: 'Posso contar como o pai dele desapareceu' https://t.co/VL1QAuI1sI https://t.co/uO2itrIBJh

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Duas pessoas que moravam no terceiro andar deste prédio conseguiram sair antes de as chamas consumirem o local

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Presidente fez um pronunciamento em rede nacional de rádio e televisão nesta sexta-feira sobre as queimadas na Floresta Amazônica

    Acessar Link