Unimed Ago-Set Maxi Internas CPM

Notícias

Em jogo de três pênaltis e golaço contra, Atlético abre 2 a 0, mas cede empate ao Fortaleza

Por Fábio Rocha, 21/07/2019 às 18:07
atualizado em: 22/07/2019 às 08:21

Texto:

Foto: Bruno Cantini/Atlético
Bruno Cantini/Atlético

Após sair de campo aplaudido pela torcida na última quarta-feira, mesmo eliminado da Copa do Brasil após vencer o clássico contra o Cruzeiro, o Atlético viveu o contraste neste domingo ao ser vaiado depois do apito final. Em um jogo ‘maluco’, com três pênaltis marcados e um golaço contra do meio-campo, o time alvinegro abriu 2 a 0 no Fortaleza antes dos 15 minutos iniciais, mas foi castigado por perder muitos gols e viu os cearenses buscarem o empate por 2 a 2, neste domingo, no Independência, pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O volante Juninho abriu o placar para o Atlético aos seis minutos do primeiro tempo em um golaço contra do meio-campo. Ele tentou recuar pelo alto para o goleiro, mas acabou encobrindo Felipe Alves que estava adiantado. Aos 14, Cazares ampliou de pênalti assinalado pelo VAR.

Mas o Galo desperdiçou pelo menos duas chances claras para fazer o terceiro e ‘matar’ o jogo, mas perdeu e foi castigado levando o empate em poucos minutos. Aos 19 da etapa final, Carlinhos diminuiu para o Fortaleza. Dois minutos depois, pênalti para os cearenses que foi convertido por Juninho (o mesmo que marcou o golaço contra) aos 26.

Pouco tempo depois, a vitória ainda sorriu para o Atlético, mas o time não soube retribuir. Aos 30, a arbitragem marcou novo pênalti após Alerrandro cair na área. Mas o camisa 44 desperdiçou. O VAR revisou o lance e mandou voltar considerando que o goleiro Felipe Alves se adiantou para fazer a defesa. Nem mesmo a mudança de batedor surtiu efeito. Luan pegou a bola, mudou de canto, mas o camisa 1 do Fortaleza defendeu de novo.

Com o resultado, o Atlético perdeu também a oportunidade de assumir a terceira colocação - com empate do Flamengo contra Corinthians - e permaneceu em quarto lugar, com 20 pontos. Já o Fortaleza caiu para a 14ª posição, com 14 pontos.

Agora, o Atlético dá uma pausa no Brasileirão e se concentra na Copa Sul-Americana. Na próxima quarta-feira, às 21h30, o time faz o primeiro jogo das oitavas de final contra o Botafogo, no Engenhão. 

Pelo Campeonato Brasileiro, o Galo volta a campo no domingo, às 19h, quando enfrenta o Goiás, no Serra Dourada. No mesmo dia e horário, o Fortaleza recebe o Corinthians, no Castelão.

O jogo

O Atlético abriu o placar de forma bastante inusitada. Logo aos seis minutos de jogo, o Fortaleza trocava passes e a bola chegou ao volante Juninho que, do meio-campo, recuou pelo alto para o goleiro, que estava adiantado e foi pego de surpresa. A bola encobriu Felipe Alves e entrou. Um golaço que Pelé não fez, porém contra o próprio patrimônio. Ouça o gol na narração de Milton Naves!

A partida estava eletrizante nos primeiros minutos e o VAR entrou em campo cedo. Aos 12, Elias caiu na área e pediu pênalti. O lance seguiu e, quando a bola saiu, a árbitra Edina Alves Batista aguardou a decisão do árbitro de vídeo, foi ao monitor para rever o lance e assinalou a penalidade máxima. Cazares foi para a cobrança e ampliou o placar para o Galo aos 14 minutos. Ouça o gol na narração de Milton Naves!

A comissão técnica do Fortaleza ficou revoltada com a marcação do pênalti. Wellington Paulista levou cartão amarelo por reclamar de uma possível falta na lateral no campo antes do lance que originou a penalidade em Elias. Após o gol, a árbitra ainda expulsou o auxiliar técnico de Rogério Ceni.

Mas o time alvinegro começou a brincar com a sorte e abusou de perder gols. Foram pelo menos duas chances claras: no fim do primeiro tempo, Vinícius recebeu cruzamento na pequena área e acertou o travessão; logo no início da etapa final, Geuvânio saiu cara a cara com o goleiro, tentou driblá-lo e chutou para fora.

Os gols perdidos fizeram falta e o Atlético foi castigado. De cabeça, Carlinhos diminuiu para o Fortaleza aos 19. Dois minutos depois, pênalti para os visitantes. Juninho, o mesmo que havia marcado o golaço contra do meio-campo, foi para a cobrança e empatou a partida.

Mesmo com o apagão, o Atlético teve uma nova oportunidade de passar à frente no placar novamente, quando Alerrandro caiu na área e a arbitragem assinalou pênalti aos 30 minutos. O próprio camisa 44 foi para a cobrança, mas o goleiro defendeu.

No entanto, o Galo ganhou uma sobrevida. O VAR alertou a árbitra e mandou voltar a cobrança porque o goleiro Felipe Alves se adiantou. Luan pegou a bola e chamou a responsabilidade, mas novamente o camisa 1 do Fortaleza defendeu.

Nos minutos finais, Luan teve mais uma chance para marcar o gol da vitória do Atlético. O atacante recebeu livre na área, mas chutou para o alto.

Atlético 2 x 2 Fortaleza

Atlético: Cleiton; Guga, Igor Rabello, Réver e Hernández; Jair (Ramón Martínez), Elias, Geuvânio (Luan), Cazares (Chará) e Vinícius; Alerrandro. Técnico: Rodrigo Santana

Fortaleza: Felipe Alves; Tinga, Quintero, Roger Carvalho e Carlinhos; Juninho, Araruna e Romarinho (Marlon); Kieza, Wellington Paulista e André Luís (Gabriel Dias). Técnico: Rogério Ceni

Motivo: 11ª rodada do Campeonato Brasileiro
Data e horário: 21 de julho de 2019, domingo, às 16h
Local: estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)

Gols: Juninho (contra – 6’/1º), Cazares (pênalti – 14’/1º), Carlinhos (19’/2º), Juninho (26’/2º)

Cartão Amarelo: Wellington Paulista, André Luís, Quintero, Felipe Alves (Fortaleza); Hernández (Atlético)

Árbitra: Edina Alves Batista (Fifa-SP)
Auxiliares: Marcelo Carvalho Van Gasse (Fifa-SP) e Neuza Inês Back (Fifa-SP)
VAR: Paulo Roberto Alves Junior (CBF-PR)

Público: 16.043
Renda: R$ 292.563,00

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Bolsonaro provoca presidente da OAB: 'Posso contar como o pai dele desapareceu' https://t.co/VL1QAuI1sI https://t.co/uO2itrIBJh

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Duas pessoas que moravam no terceiro andar deste prédio conseguiram sair antes de as chamas consumirem o local

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Presidente fez um pronunciamento em rede nacional de rádio e televisão nesta sexta-feira sobre as queimadas na Floresta Amazônica

    Acessar Link